sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Você me olha, mas não me vê !!!






Porque se conseguisse me ver de verdade, saberia como eu ando sofrendo.
Fica cada vez mais difícil esquecer o que não consegue te deixar, o que não quer te deixar... Parte é culpa minha, admito! Eu não tenho palavra e muito menos pulso firme pra cumprir com o que eu te falo nos meus momentos de revolta.

Por um lado eu gostaria que você se afastasse, mas ao mesmo tempo, sei que isso me faria muito mal.
Na realidade, as vezes eu mesma tenho dúvidas se eu sei o que eu quero, quem dirá o que você quer... Se eu quero te agarrar e ficar abraçada pra sempre, ou se eu me faço acreditar que eu não quero sentir nada por você!
Eu odeio o frio na barriga que você me dá de vez em quando, e como eu faço tudo diferente do que eu estou acostumada a fazer pelas pessoas, e você percebe!
Odeio ficar fazendo declarações de amor ridículas e sem significado algum pra você, e odeio meu ciúmes possessivo, por sentir demais que você me pertence, mesmo sabendo que não é assim que funcionam as coisas pra nós.
Odeio o fato de que você é a minha inspiração diária, alvo do meu libido* e minha confidente no limite do meu desespero.
Odeio gostar do seu cheiro e de senti-lo no meio da rua de vez em quando, odeio sonhar com o seu abraço e imaginar como é o gosto da sua boca.
Eu detesto quando você me irrita, e me irrito quando não paro de falar de você. Odeio saber que eu gosto de você, que eu te adoro, e mais ainda por Saber que eu te amo!



By Maryah Ferreira .... Jan Alma Minha ... Tá ai mais uma loucura dessa minha vida louca ....

Espero qe goste ...

3 comentários:

Anônimo disse...

Lindo amiga... como sempre, vc sabe muito bem e como escrever. nao é por acaso q nossas almas se reconheceram de imediato. bjo amiga!
By Jan.

Jan.F.S disse...

Hunn...... Obrigada Jan ... Por tudo e até pelo espacinho aqui no seu Blog ...

Maryah

Marli Carmen disse...

Olá...Sou escritora e estou sorteando o livro da amiga Adriana Vargas no meu blog:
Venha participar com a gente!
“...Não sabe ao menos se me quer como sou, ou se me afasta por ter medo de não ser feliz por toda a sua vida...”
O Voo da Estirpe é um livro que mexe com o leitor, impossível sair igual após a leitura! A escritora foi completamente feliz na escolha do enredo e principalmente a maneira magnífica de organizar as ideias!
Forte- ousado-verdadeiro!
É um livro que vai até as entranhas do ser humano e te desnuda, e desafia!
Clarice é uma mulher que vive sozinha, não quer apaixonar-se, mas também não quer ficar sozinha. É uma mulher que reflete e sente. Que pensa e questiona!
Klaus é um homem romântico que desafia os conceitos amorosos de Clarice. Ele a vai guiando até o amor sublime. Tem uma visão privilegiada do mundo e a divide com Clarice - a mulher que ele ama.
O leitor vai sentir uma imensa paz, vai rir, vai chorar, vai torcer pelos dois! A cada novo capítulo o leitor vai se envolvendo na história e se pudesse, entraria nas páginas e os apoiaria!
Quantas vezes deixamos de amar alguém por que temos a convicção de que não durará muito? Pode ser por uma diferença de idade, uma doença, diferença geográfica ou religiosa! Deixamos de tentar pelo simples fato de pensar que não dará certo!
A autora aborda a questão de viver o momento! Ser tão feliz, tanto quanto é possível, no momento.
Lembrei - me da borboleta, que tem a vida tão curta, mas vive o seu momento de borboleta e é feliz!
Tenho 2 blogs...mas aquele que estou acessando no momento é do meu livro:.
Bjs -
http://amazoniaumcaminhoparaosonho.blogspot.com/