sexta-feira, 25 de junho de 2010

Fria madrugada



Era mais uma típica madrugada fria de final de verão. Ela aconchega-se sobre seus braços e em sussurro fala; Estou com frio! Ele sorrir e diz, seus pés estão gelados.
E como que tornando-se apenas um só corpo, deitados abraçaram-se fortemente por alguns minutos como querendo ficar ali juntos eternamente. permaneceram imóveis e em silencio, mas em um gesto delicado ela sentiu seus lábios serem tocados suavemente pelos dele... e todo aquele silencio que antes se fizera, fora quebrado por um longo e ardente beijo e por alguns instante desvencilharam –se um do outro, e suas mãos passaram a percorrer cada parte de seus corpos carinhosamente... naquele momento os beijos lentamente trocados entre si eram suficiente e as palavras já não tinham tanta importância assim, eram apenas amantes entrelaçados naquela madrugada que já não era tão fria como antes... o desejo entre eles crescia, assim como o calor que passou a fazer-se presente naquele quarto que antes frio, escuro e silencioso. Assim os amantes permaneceram entre muitos carinhos, caricias e intimidades vividas intensamente ...
Por um instante foram interrompidos pelo inevitável cansaço dos seu pobres corpos mortais e adormeceram exaustos numa manha fria de março...

3 comentários:

Anônimo disse...

ai ai ai... que romantico! é pra chorar? deixa de ser besta mulher! mesmo assim, ainda amo vc sua chata. ju duarte

Cláudia disse...

Não quero ser chatinha, mas tu no inicio dizes que é em finais de verão e no final dizes que é numa manhã de março...
De resto está mesmo lindo1

Lara disse...

pois é claudia! era final de verao, mas onde eu estava naquele momento era frio, eu estava na regia sul do pais.