terça-feira, 4 de janeiro de 2011

É...


Meu coração é um álbum de retratos.
Meu coração é um mendigo mais faminto da rua mais miserável
Meu coração não tem forma, apenas som.
Meu coração é um traço seco.
Meu coração é um anjo de pedra de asa quebrada.
Meu coração é um deserto nuclear.
Meu coração é um cálice de cristal puríssimo.
Meu coração é o laboratório de um cientista louco varrido.
Meu coração é uma planta carnívora morta de fome.
Meu coração é um poço de mel.
Acesa, aceso - vasto, vivo: meu coração é teu.

2 comentários:

Antonio José Rodrigues disse...

Não se doa, Lara, coração despedaçado. Beijos

Lara disse...

meu coraçao encontra-se assim, despedaçado e nao sei como juntar os pedaços que ficaram por ai...
beijo antonio! vc é muito gentil, sempre passando por aqui. bom ano "todo" para vc!